Como a maior parte dos sites da web, utilizamos cookies para maior eficácia da sua experiência de navegação no nosso site e para lhe oferecer uma navegação mais pertinente. Poderá saber mais sobre a nossa gestão e a nossa política de cookies na nossa página relativa cookies. Eu aceito

Inscrição
A minha conta
O meu carrinho
A minha conta
O meu carrinho
A minha conta
O meu carrinho
filter

Filtrar os resultados

Perto

filter picto

Filtrar os resultados

Resultados para :

Peças para Audi 100, Audi 80, A4, A6, A8, TT

O nome do construtor automóvel Audi, provém do nome do seu fundador August Horch. É um jogo de palavras entre 'audi', que significa 'ouvir' em latim e 'horch' que quer dizer 'escutar' em alemão. A história da Audi começa em 16 de Juilhot 1909 em Zwickau na Alemanha. O primeiro modelo a sair da fábrica da 'Audi Automobilwerke GmbH' foi o Tipo A Sport-Phaeton, em 1910. Desde 1911, a marca participa na copa dos Alpes Austríacos, circuite de resistência que ganhou 3 vezes seguidas desde 1912, oferecendo ao construtor uma popularidade internacional. Em Agosto 1928, a Audi depara-se com uma situação financeira complexa e a maior parte das suas ações foi comprada pelo proprietário da DKW (Dampf-Kraft-Wagen). A crise mondial de 1929 não facilitou as coisas. Em 1932 foi criada a sociedade 'Auto Union AG', nascida da união da marca Audi com as industrias DKW, Horsh (criada igualmente por August Horsh em 1899) e Wanderer. É desta associação que nasce o logótipo dos 4 anéis sobrepostos, que conhecemos ainda hoje. A Audi fica então encarregada da produção dos modelos de prestígio do grupo, dicisão feita pelas competências da mesma em construção automóvel, mas orientou-se rápidamente para os veículos de gama média por causa da forte concurrencia em veículos de prestígio. Depois da guerra, foi, como para toda a indústria alemã, uma étapa difícil para o grupo Auto Union. As suas fábricas foram submetidas aos bombardeamentos aliados ou desmanteladas pelos soviéticos, obrigando muitos empregados a mudar-se para a região de Ingolstadt, zona das fábricas históricas DKW. Uma nova sociedade é criada em 1949, A 'Auto Union GmBH'. Em 1956, a Mercedes-Benz torna-se a principal accionária da Auto Union e vende todas as suas acções à Volkswagen em 1964. Foi apenas um ano mais tarde que a Volkswagen decidiu voltar a lançar a marca dos anéis com o lançamento de um 4 cilindros de 1.7 L e tração frontal. Em 1985, a Volkswagen dá a autonomia à Audi, que representa hoje a filial topo de gama e a vitrine tecnológica do grupo.